Botequim ordinário, onde se vendia o café a dez reis cada xícara.

17
Nov 11

A Comissão Nacional Justiça e Paz acusa o Orçamento de Estado para 2012 de revelar uma chocante insensibilidade social expressa em aspectos como a "drástica redução dos rendimentos disponíveis das famílias" que provocará "um aumento drástico da incidência da pobreza e das desigualdades". "O facto de serem os salários e as pensões dos servidores do Estado o alvo prioritário da austeridade põe em causa princípios de justiça e do estado de direito". "Tão depressa os compromissos do memorando da Troika são ditos intocáveis, como são esquecidos para satisfazer interesses de alguns sectores ou caem por serem ostensivamente mal fundamentados". "Este discurso errático", acrescenta "hoje como no passado, mina a confiança dos cidadãos nos governantes em geral e na sua capacidade para definir políticas credíveis".

 

David Pires

publicado por Café de Lepes às 00:23

Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

GERÊNCIA
Carlos Canas * David Pires * Julião Mora * Marco Almeida* Mário Aleixo * Tiago Paisana * Tomás Salavisa
blogs SAPO